Narrativa ao 6º mês

Quem diria que isto iria durar?
Quem diria que, lançada um relativismo de apropriação, onde o voto útil, rasgado e lançado ao vento, feito roda dentada de uma geringonça que manca se uniu, geraram a Demos crática, muy Demos critica que ainda hoje temos.

Freud.gif

Haja PAX, haja TAX.
Haja aquilo que uma denegação da sanfona não alavanca como sendo a verdade dos factos.

Os suspeitos do costume são esses que se apresentam na proposta de Reversão.
Oãsrever? Tudo verosimilhança do optimismo. Estamos tomados por ela, nessa dívida reestrutura, a la longue, promessa incauta, nada estudada e toda atrapalhada.
Lisboa, 29 de Janeiro de 2016 há muito que já passou e tudo se fez garlics e bugarlics – ou como diria o tradutor: alhos, bugalhos e a teoria das vacas.

Mas a palavra honra-se não se revoga. Quem sois vós para afirmar do funâmbulo obnubilado tal coisa?
Venha o plano b, senão o PLAN B FROM OUTER SPACE!
Porque por cá vive-se em razão de Lavoisier e a Banca Portuguesa.
A sério, passados seis meses, nem Freud (fraude?) explica…

Anúncios

One Comment Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s