#repartições

Há uma cabal diferenciação entre as distintas ideologias que se agrupam e definem as Esquerdas.
Se para eles a Direita é uma só – o que de si só é uma falácia; também a Esquerda se divide em ajuntamentos, agrupamentos, ideias feitas ideologias, e pensamentos que, a terem potencial na sua origem, se desvirtuaram em sucedâneos e gerações de pacotilha e encomenda sem nenhuma estória ou conhecimento histórico.

Já antes o escrevi, numa clara alusão aos inícios da dita Esquerda, que a mesma tem origem nos pensamentos filosóficos do séc. XIX de um ‘Socialismo Utópico‘, nos escritos de Saint-Simon, Charles Fourier, Louis Blanc e Robert Owen. Estas ideias dão origem ao célebre “Die Entwicklung des Sozialismus von der Utopie zur Wissenschaft” – Do Socialismo Utópico ao Socialismo Científico; livro de Friedrich Engels publicado em 1880, onde se alicerçam as bases para a ideologia Comunista.

Mas antes que terminasse a Internacional Operária em 1916, ideologia Socialistas de Friedrich Engels, ou dos seus dissidentes de Esquerda se juntarem aos camaradas Russos para formar em 1917 o Partido Bolchevique, houve a Revolução Francesa.
Esse é o berço da terminologia contemporâneo do Esquerdo e Direito que se utiliza, nesta baliza dicotomizante que agrupa em dois uma esquizofrenia de sub-versões incoerentes que apenas coincidem em repartição.

A história é simples. Os termos Esquerda e Direita apareceram durante a Revolução Francesa de 1789, no Império de Napoleão Bonaparte, quando os membros da Assembleia Nacional se dividiam em partidários do Rei, sentando-se à direita do Presidente, e simpatizantes da Revolução, que se sentavam à sua esquerda.

Não, não tem nada que ver com unilateralismo das mãos, sendo que uma escreve e a outra é a do coração.

Para ser mais especifico, dentro do espectro político da actualidade, nestas baias de contenção – e contaminação; podem-se agrupar os partidos políticos do seguinte modo:

Esquerda:
progressistas, sociais-liberais, ambientalistas, social-democratas socialistas, democrático-socialistas, libertários socialistas, secularistas, comunistas e anarquistas.

Direita:
capitalistas, neoliberais, económico-libertários, conservadores, reaccionários, neo-conservadores, alguns grupos anarquistas, monarquistas, teocratas (incluindo parte dos governos islâmicos), nacionalistas, fascistas e nazis.

Não, a Direita não é só e apenas uma. É, até, mais plural no seu pensamento discordante que a Esquerda. Simplesmente não se une por cartilha, ou se o faz, justifica o laço na razão, não na ideologia fracturante.

repartições.jpg

Por isso, quando vejo a prevalência de uma entrega ao populismo do voto, em que a dita Esquerda Moderada Portuguesa – os Socialistas; se querem comparar com o Syriza na sua ideologia, chegando-se ao radicalismo barato do que o fragmentado Bloco representa, apenas posso dizer que há uma epidemia de contágio, onde repartições são necessárias.

Isso ou coligações fundamentadas por necessidade vigente.

Mas a repartição não se cinge ao verbete do apóstolo, pois esse é feito apostrofe na piada fácil

Mais me diverte – se diversão na aflição da consagração de uma ideologia perante a lancinante adaptação onde  a mudança não entra; de ver o líder Socialista dizer frases prosaicas e meritórias de apreço (ou apupo) com: “Portugal não está como a Grécia por causa do PS”.

A bem da verdade a falácia é completa, quando a querermos ‘Sol na Eira e Chuva no Nabal’, acabamos por ter cereais rançosos e nabos secos, e o Partido Socialista está nessa repartição.
Entre a máscara que vende e a que precisa usar.
Amargos de necessidade.
Desespero de igualdade.

Anúncios

One Comment Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s