Suponhamos

Um determinado País no Continente Africano onde a presença Portuguesa, ao ser combatida pelo direito à Liberdade, levou à eleição Democrática de um Presidente, unilateralmente totalitário.