Euro/visão

on

Quando por Portugal a ideia de uma União Europeia era ilusão perdida, ainda não achada, o país juntava-se ao European Broadcasting Union (EBU) para se fazer representar no Eurovision Song Contest.

Estávamos em 1964 e, de acordo com o regime que Salazar se propunha representar, uma Oração foi apresentada.
António Calvário punia-se demasiado por uma amante que havia maltratado e essa senda copiosa da chansón frissón não convenceu ninguém. Zero pontos para Portugal, assobios ao Estado Novo.
Seguiu-se o crepúsculo de um Sol de Inverno para no ano seguinte se unir Ele e Ela, e dizer que o Vento Mudou.

A temática sofrida da música ligeira busca identidade, procura fugir dessa traição e desencontro, de quem gosta mais de quem, se o partir é voltar, se o verão já terminou, Uô, Uô, Uô, foi um sonho que findou.

Em 1969 o sonho se desfolhou e quem fazia um filho, fazia-o por gosto.
Salazar caiu e Marcello daria inicio a uma Primavera onde a Menina do Alto da Serra se despediria do menino de Santa Comba Dão. Foram cinco anos de Festa da Vida, Tourada.
Tudo até E Depois do Adeus.

Eurovisão.jpg

A Liberdade de ’75 cantou-se de Madrugada, e assim se cresce e ganha pé, rompe a canção que não havia, uma Flor de Verde Pinho, tal Música no Coração, querendo se dar Dai-li, Dai-li Dou, tal qual Balão, Sobe Balão Sobe.
Mas a década acabou. Addio, adieu, aufwiedersehen, goodbye.

1980, um grande, grande amor. Amore, amour, meine liebe, love of my life.

A portugalidade fazia-se em Playback, era Bem Boa essa Balada que nos davam, um Silêncio e Tanta Gente, e nós a Pensar em ti (eu sei) CEE. Não sejas mau pra mim, porque esse foi justo o ano em que assinamos a entrada na Comunidade Económica Europeia. Logo depois fomos Neste barco à velaesperando por ti, sofrendo por ti, voltando por ti.
Acabamos a década com mil epopeias, vidas tão cheias, foram oceanos de amor. E ainda assim, nada conquistamos.

Os anos noventa traziam sempre alguém. Uma Lusitana Paixão, esse Amor d’Água Fresca – seja lá o que for uma pêra francesa – e uma cidade onde há sempre um sonho, até ser dia. Foi então que chamámos a música e abrimos a sorte dos azares tricontinentais, um toque de Baunilha e Chocolatecantando nesta língua que é de mel e de sal, o nosso coração não tinha cor. 92 pontos, 6º lugar, o melhor de sempre.

Já não era e depois do adeus, agora era Antes do Adeus.
1998 chegava com a Expo, Portugal era o centro cultural do mundo, o fim antecipado de um milénio. Os ecos de nos pudermos abraçar, nessa tentativa de justificar Como Tudo Começou, Sonhos Mágicos em sermos felizes assim, primeiro interregno para novo rumo.

O balanço comercial de uma União Europeia, mais fortalecida pelo Euro, revia-se agora nesta vontade de sonhar. Pela primeira vez se cantava em Inglês, Help me to survive, Only one more day, Say I’m still the one, and I’ll always be… Parecia-se buscar que tudo fosse magia, Amar, simples Coisas de Nada. Vai, vem Dança comigo, vem ser feliz, estamos em 2006 e a dívida pública começa a entrar em negras águas. Ainda assim, Todas as ruas são do amor mas nem sempre Há dias assim.
2011 chega com a verdade. O défice era afinal de 11,2% e a Luta é Alegria.

Vida minha, a Troika instala arraiais em Lisboa e novo interregno para contenção se apresenta.

O regresso promete ‘ser tua‘ mas a Coligação é desfeita e 2015 chega com uma Geringonça n’um mar que nos separa.
Golpe, separação, traição e uniões de facto. Interrupção voluntária para o agora chegar.
53 anos depois do último lugar, parece, finalmente sabemos Amar pelos dois.

Nunca antes a Euro/visão fora a nossa salvação, certo Salvador?

Nota:
Propositadamente não é mencionada a canção “Onde Vais Rio Que Eu Canto”, uma vez que 1970 Portugal, em contra as regras que no ano anterior, acharam, lhes haviam boicotado a vitória da desfolhada de Simone de Oliveira, se retiraram da competição com a música de Sérgio Borges.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s