O ideal da ideia

“Todo ser humano tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras”

Declaração Universal dos Direitos da Humanidade, artigo XIX, a defesa pela Liberdade em nos Expressarmos Livremente, sem receio ou medo de represálias ou censura por parte do Governo ou Sociedade em si, ideias, pensamentos ou opiniões.
Se a Liberdade do Indivíduo é o seu maior bem, a Liberdade em se Expressar Livremente é toda a base da construção Social. Sem ela a erudição gera-se justificando a retaliação que cria uma só ideia: ódio.

O divisionismo não existe sem que antes se crie um padrão de repetição. A ausência de casos não gera medo, antes a estranheza que nos provoca a intriga do conhecimento.
Agora é pela repetição da mentira que se cria o facto alternativo onde a verdade alterna repercute a sua mensagem. Se há um globo, terrestre, em oposição aos globalistas os nacionalistas se impõem.
Só que a difusão de uma mentira não a torna verdade, e é nessa ideia que se esbate a Liberdade de nos expressarmos sem a consequência de repercussão.
Um nacionalista não é alguém que meramente existe em defesa do seu território, ele o faz na senda Nacionalista onde o cariz segregacionista político e racial se impõe como pauta ideológica.

burned 1

E que melhor forma há para reduzir a cinzas uma ideia do que organizando autos-de-fé, bücherverbrennungs, queimas de arquivo, partilha de fake news. Propaganda orquestrada que extravasa o secundário e atinge o essencial.

Só que o que antes foi uma дезынформа́ция, hoje se transforma num enredo maior que mera infektion.
O ideal da ideia contém a advertência que mata o contraditório e vive sob o manta anónimo da partilha cifrada.

“Nesta conversa, as conversas que enviar e as chamadas que efectuar serão completamente encriptadas.”

Simples e indolor, cheio de mentira e rumor, num mundo onde a mentira se espalha e a fé reside na igualdade daqueles que a mim se me assemelham. Queimem-se os demais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s